Com certeza que não lhe apetecerá adquirir o hábito de escrever longas e detalhadas descrições sobre cada um dos vinhos que prova anotando dezenas e dezenas de notas de prova caracterizadas por uma linguagem rebuscada. Com certeza que não terá como ambição de vida anotar todas as sensações que o vinho lhe transmite deixando de lado o prazer puro de desfrutar de um vinho para transformar o acto de beber num mero trabalho, mais ou menos enfadonho, uma canseira que o incomoda tanto a si como aos que o rodeiam. Certamente não quererá deixar-se enredar na escrita de notas de prova mais ou menos pretensiosas e que na realidade pouco acrescentam à satisfação de beber um vinho.
Para obter prazer com o vinho não é necessário adoptar comportamentos estranhos que aos outros podem parecer ridículos ou presumidos, não é preciso cuspir e sorver o vinho com força, não é necessário encontrar descritivos requintados e imaginativos para o descrever, não é obrigatório ficar a falar sobre ele durante toda a refeição. Podemos mesmo confessar que o vinho não é mais que o acompanhamento perfeito para os momentos verdadeiramente importantes da vida, para harmonizar uma refeição, para alimentar uma conversa entre amigos, para acompanhar um bom livro ou um momento de reflexão.
A atitude intermédia, entre quem se dedica profissionalmente ao vinho e quem o bebe sem sequer lhe prestar atenção, é aquela que consegue proporciona maior prazer. Para tal, para poder desfrutar do vinho na sua plenitude, basta atentar aos três aspectos fundamentais do vinho, a cor, ou aspecto do vinho, o cheiro e o paladar. Claro que poderá tomar apontamentos, se assim o desejar, sobretudo para memória futura, embora tal tarefa esteja longe de ser considerada essencial para o desfrute do vinho.

X
BEIRA DOURO - ASSOCIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DO VALE DO DOURO
Avenida das Acácias
5100-070 Lamego
Telefone: 254 611223 Fax: 254 611225 web: www.beiradouro.pt
Info: info@dourowinetourism.com